Blocos carnavalescos fazem a festa em Caraguá no Carnaval 2014

Blocos carnavalescos fazem a festa em Caraguá no Carnaval 2014

No Carnaval 2014 de Caraguá, os blocos carnavalescos vão levar alegria e descontração para as ruas da cidade. O Bloco das Piranhas abre a festa no sábado de Carnaval (1º de março), com concentração na Ponte do Indaiá, a partir das 17h.

Durante os quatro dias, também participam da folia os blocos do Urso (dia 2, às 20h), Sem Noção (dia 3, às 19h), Azedou o Pé do Frango (dia 4, às 18h) e Devotos da Cheirosa (do dia 1º a 4, às 23h, na avenida principal do bairro Massaguaçu).

Bloco das Piranhas – O bloco surgiu em 1976, durante uma brincadeira entre amigos de Caraguá e de outras cidades como São Paulo, São José dos Campos, Campinas, Ribeirão Preto e do Vale do Paraíba. A diversão dos participantes é se fantasiarem, os homens, de mulheres, e as mulheres, de homens.

Em todos os carnavais de Caraguá, o bloco das Piranhas é presença garantida. O bloco atrai cerca de 50 mil pessoas entre homens, mulheres, crianças e idosos fantasiados ou não.

Bloco do Urso – Quase todos os blocos de Caraguá nasceram de uma confraternização entre amigos, e o bloco do Urso não poderia ser diferente. Em 2003, um grupo de amigos decidiu montar um bloco para animar ainda mais os seus carnavais.

Segundo um dos fundadores do bloco, Ricardo Mazzei, todo ano, cerca de 500 camisetas são confeccionadas. Atualmente o bloco atrai em média dois mil participantes.

Desde então, foliões vestem seus abadás e saem do Bar do Hélio, local da concentração, sempre às 17h, contagiando a todos com muita alegria e diversão. O abadá custa R$ 150 e será vendido a partir do dia 20 na loja Mariana Pires e no Bar do Hélio.

Devotos da Cheirosa – A ideia de montar um bloco surgiu em 2000, quando um dos moradores do Massaguaçu, chegou com uma bebida, característica do bairro, para servir aos amigos.

Feita com uma combinação de aguardente e capim cidreira, tem um aroma diferenciado. Essa mistura originou o nome do bloco. Os Devotos da Cheirosa animam e divertem o público com marchinhas cantadas ao vivo. A festa é realizada na avenida do bairro Massaguaçu.

Sem Noção – O bloco foi criado há dois anos por um grupo familiar formado por oito pessoas, que convidaram os amigos, que conseguiram levar para a Avenida da Praia, no ano passado, cerca de 150 animados foliões. O nome do bloco surgiu porque no Carnaval muita gente fica “sem noção” de nada.

A organizadora do bloco, a gerente administrativa Carolina Gaspar, disse que a expectativa para 2014 é reunir 500. O caçula dos blocos é organizado e quer crescer. O abadá, vendido a R$ 40, dá direito a churrasco com carne e bebida, além de DJ que “toca até a hora que ninguém aguenta mais”, disse Carolina. O abadá pode ser adquirido no Gula-Gula (Av. Anchieta) ou pelos telefones (12) 98116-4333 / 99116-9136.

Azedou o Pé do Frango – O bloco começou em 2010 e é formado por moradores dos bairros Caputera e Estrela D`Alva. O radialista Eduardo Campos, o “Dentinho”, conta que o nome surgiu de um bordão que utiliza em seu programa Plantão Policial.

Na concentração com muito samba e pagode, na Padaria Real (Rua Irmã São Francisco, 166 – Caputera), o bloco reúne cerca de 700 foliões. Na avenida este número ultrapassa mil participantes. Este ano, a animação na avenida será por conta de Zirinho da Bahia.

O abadá custa R$ 20 e estará a venda a partir do dia 20, na Padaria Real e na loja Hot Shhark.

Booking.com