Belo Horizonte Pré Carnaval 2017 : Bloco “Aprova que eu quero sambar” vai sair no sábado, 18


As ruas do bairro Anchieta em Belo Horizonte / MG, receberão no sábado, 18 de fevereiro de 2017, a segunda edição do bloco “Aprova que eu quero sambar”, que promete agitar os foliões com muito samba, axé e marchinhas tradicionais. O comando desta edição ficará por conta da bateria Aflitos do Anchieta, integrante do tradicional bloco de mesmo nome que desfila anualmente na região. A programação contará, ainda com show da banda Raga Mofe e roda de samba para encerrar a festa. A concentração terá início a partir das 9h na espeteria Bulldog´s (rua Odilon Braga, 797, esquina com a rua Bambuí).

Bloco “Aprova que eu quero sambar”
O bloco foi idealizado no fim de 2015 por funcionários de duas agências de comunicação (Agência LZ e Árvore Gestão de Relacionamento). A estreia aconteceu no Carnaval de 2016, em um desfile agitado que movimentou mais de 300 pessoas pelas ruas do bairro. “O nosso primeiro desfile teve uma energia maravilhosa. Para 2017 a expectativa é que seja ainda maior e melhor, pois estabelecemos uma parceria importante com a Associação de Moradores do bairro Anchieta (AMORAN) e teremos o ritmo da Aflitos do Anchieta, que dá um show à parte”, conta o diretor de Criação da Agência LZ, Flávio Vilela.

Aflitos do Anchieta
O Bloco foi criado em 1965 por sete garotos, apreciadores de batucada, mas que em função da pouca idade (12 anos) eram impedidos de participar do desfile dos adultos. Foi campeão do Carnaval em 1983 e 1984, obteve o 2º lugar em 1985 e 3º nos anos de 1986 e 1987. Em 2013 foi considerada a melhor bateria de Bloco Caricato. Recebeu o Tamborim de Ouro por cinco vezes. Com 100 integrantes, apresenta um enredo que emociona crianças de todas as épocas e idades.

Raga Mofe
A banda formada por Gustavo Grieco (bateria), Augusto Seixas (baixo), Pablo Malta (cavaco), Diogo Torino (guitarra) e Heleno Augusto (voz), tem um repertório que mexe com a memória afetiva do público, resgatando canções e coreografias que marcaram uma geração. Músicas como “A Luz de Tieta” (Caetano Veloso), “Pimpolho” (Leandro Lehart) e “Carrinho de Mão” (Reinaldo/Jarbas Veiga/Julinho Carioca/Renan Ribeiro), por exemplo, não podem faltar nos shows.

Booking.com