Arrastão do frevo encerra a folia do Carnaval 2016 no Recife

Nação Zumbi Carnaval 2016 de Recife - Foto Peu Ricardo - PCR
Nação Zumbi Carnaval 2016 de Recife – Foto Peu Ricardo – PCR

As ruas históricas do Recife foram fieis à diversidade cultural do estado e de seu carnaval na terça-feira (09.02.16). A despedida da folia juntou famílias – de idosos a crianças de todas as idades – e associações carnavalescas de tradições diferentes, além de ritmos menos ouvidos nessa época, como o rock e o hip-hop. Foram mais de 12 horas de festa, no último dia da programação carnavalesca da capital, que terminou ao amanhecer com o arrastão do frevo – momento que une povo e artistas em um último cortejo pelo Recife Antigo.

Desde as 16h, quem passou por lá pôde encontrar caboclos de lança do maracatu, com seus chapéus enormes e chocalhos, passeando depois de uma apresentação. Enquanto isso, caboclinhos mirins se apressavam para chegar ao Marco Zero para a apresentação das escolas campeãs do concurso de agremiações. Eles apertavam o passo em meio a senhoras vestidas com saias armadas de chita e turbantes na cabeça. Ainda se encontravam os bonecos gigantes e os palhaços da cidade vindos de Olinda.

Agremiações
Durante a tarde de terça-feira (09.02.16), as agremiações campeãs desfilaram no palco do Marco Zero. Foram 11 modalidades e 262 grupos inscritos. Vários grupos do bairro de Água Fria, no Recife, estavam entre os selecionados. Foi o caso do Urso Cangaçá de Água Fria, que veio com clima circense para homenagear a trabalhadora do circo Índia Morena, do município de Jaboatão dos Guararapes.

O encerramento do carnaval no Recife teve muito frevo, como tradicionalmente se acaba a festa na cidade, e também com um ícone do carnaval e do estado de Pernambuco: Alceu Valença vai se apresentar em casa, seguido de Elba Ramalho. Às 5h, está programado o arrastão do frevo, logo depois do orquestrão, regido pelo maestro Spok.

Brigas e trabalho infantil
Se para várias crianças o dia foi de festa e brincadeira, para outras foi de trabalho pesado. Vários meninos e meninas estavam vendendo cerveja ou catando latinhas no carnaval. Brigas também foram relatadas por foliões.

Carnaval de Rua 2016 Olinda - Foto Diego Galba - PMO
Carnaval de Rua 2016 Olinda – Foto Diego Galba – PMO

Olinda
Na terça-feira (09.02.16), em Olinda, os foliões também se despediram do carnaval nos blocos de rua que percorrem a região histórica da cidade. Uma das atrações foi o encontro de bonecos gigantes de Olinda. Cerca de 100 deles marcaram participaram, todos balançando ao som do frevo.