Carnaval 2017 : Confira as fantasias de Carol Sampaio, Juliana Paes, Isis Valverde, Thaila Ayala e Sheron Menezzes

Juliana Paes e Carol Sampaio
Estilista Marta Macedo posou ao lado de Juliana Paes e Carol Sampaio – Foto Juliana Rezende

Carol Sampaio, RP e empresária; Juliana Paes, madrinha bloco da Favorita; Isis Valverde, musa; Thaila Ayala, rainha de bateria; e Sheron Menezzes, princesa, vão usar looks assinados pela estilista Marta Macedo, no desfile que acontecerá no sábado (25.02.17), a partir das 9h, na Orla de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Para Carol a designer criou uma rainha futurista, com toque de heroínas de mangás japoneses, com muitos cristais, metal e spikes.

A fantasia de Juliana Paes será um retrato da mulher brasileira, com uma mistura de influências e etnias, entre elas cigana, indígena e africana.

No desfile embalado pelo ritmo do Funk e que promete arrastar mais de 500 mil foliões, Thaila encarnará uma sereia luxuosa, com direito a bustiê elaborado com conchas verdadeiras. Sheron será uma princesa da primavera, com pegada mais divertida, aplicação de flores e um maxi arranjo de cabeça. Isis vestirá uma versão futurista da pequena notável Carmen Miranda.

Mais criações

A estilista também criou peças para Carol Sampaio e Juliana Paes usarem na noite de sábado (25.02.17) no Baile do Copa, do hotel Copacabana Palace.

Carol Sampaio estará vestindo uma roupa inspirada em gueixas. Já Juliana Paes, desenvolveu um body branco com aplicações prateadas, com adorno de cabeça feito com plumas off White e metal prata.

Thaila Ayala vai bater ponto como musa do Camarote Número Um, na Marquês de Sapucaí, nos desfiles do grupo Especial. Os abadás customizados também levam a assinatura da estilista. Para cada dia uma personagem diferente: uma delas é rocker, com muitas tachas e correntes, e a outra uma diva vintage dos anos 50, com shape corseletado.

Leandra Leal, que é porta-estandarte de um dos blocos mais tradicionais do Rio de Janeiro, o Bola Preta, aparecerá vestida durante o cortejo como uma dançarina de cabaré que mistura influências das décadas de 20 e 70. “Foram mais de dez dias de trabalho ininterruptos, que envolveram cinquenta bordadeiras para elaborar os trajes. Foram dias de trabalho exaustivo de equipe, mas que também foram deliciosos. É bom levar a criatividade a um outro patamar e recordar um pouco meus tempos de figurinista”, afirma Marta Macedo.
.