Porto Alegre Carnaval 2014 – Império da Zona Norte exaltou a cidade de Taquari

Carnaval 2014 Imperio Zona Norte Porto Alegre Carnaval 2014 Foto Joel Vargas 12

A Império da Zona Norte entrou no Complexo do Porto Seco, no segundo dia de desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial de Porto Alegre no Carnaval 2014, com quatro carros alegóricos, 22 alas e mais de dois mil componentes. A escola que desfilou na madrugada de domingo (02.03.14) levou o maior número de pessoas entre todas as concorrentes. Foram  setenta minutos exatos de desfile. “É uma escola muito grande, sabíamos que nossa apresentação acabaria no limite do tempo”, disse o presidente Antônio Ademir de Moraes, o “Urso”, ao justificar a utilização de todo o tempo permitido para o desfile. 

A Império retratou os encantos e a história de Taquari, município de 26 mil habitantes, localizado a cerca de 100 quilômetros de Porto Alegre. A cidade foi apresentada pelo enredo “Tibiquary – Teu povo te fez Taquari”, uma homenagem àqueles que fazem o carnaval em Porto Alegre e são oriundos de Taquari. Chico Passos foi o carnavalesco da Escola, de cores amarelo, branco e prata, no Carnaval 2014.

 

 

GALERIA DE FOTOS

Invalid Displayed Gallery


Fotos Joel Vargas – PMPA

 

 

ESCOLA
A Império da Zona Norte Foi fundada em 20 de março de 1975 e seu símbolo são dois leões alados coroados. Sua primeira sede foi no bairro Sarandi, tendo depois se mudado para o Navegantes, na avenida Sertório, onde fica a sede atual. Desde 2005, a escola integra o Grupo Especial. Atualmente tem Antônio Ademir de Moraes, o Urso, como presidente.

 

 

SAMBA
:: Samba-enredo – “Tibiquary – Teu povo te fez Taquari”
:: Compositores – Vinícius Marroni, Vinícius Brito, Fábio Santiago e Saimon
:: Intérprete – Alexandre Belo

Letra
Canta, meu povo! Invade a praça
A nossa gente tem história pra contar
Canta Império em estado de graça
O Sarandi é Taquari, é meu lugar

Vem, vem, vem, vem, vem
E deixa o passado te levar
Por essa rua onde o tempo continua
E nunca há de parar
Ta na capa de jornal
A cidade virou carnaval

Pra essa história eternizar
Navega seguindo a corrente
Deságua regando a semente
O índio de braços abertos foi quem batizou “Tibiquary”
E do lado de lá o vento vai soprar
Daquela direção mil sonhos embalar
Trazendo açorianos do além-mar

Tem pixuru à luz do lampião
Gira boi na atafona com sanfona e violão
Se tem fantasma, assombração!
O rapaz leva a moça para ganhar seu coração

Quem descobriu
O paraíso e construiu?
Moldando o barro, Armênia surgiu
Vendo a cidade prosperar…encontrar
Na beira da lagoa tua gente a sorrir
A fruta é da boa, é daqui, pode servir
E pra quem não conhece esse lugar
É só chegar pra festejar
A fé toca a alma e o carnaval no coração
Pulsando forte e pedindo proteção

 

Página atualizada em 02.03.14 às 5h31