Rio de Janeiro Carnaval 2014 – Bloco Senta que eu empurro sai na sexta-feira (27.02)

rio-de-janeiro-blocos-de-rua-carnaval-2014-bloco-senta-carnaval-2014

“Tira roda, óculos escuro, aparelho do ouvido/ Joga tudo para o alto, vem sambar comigo” – é assim que o bloco oficial das pessoas com deficiência, o Senta Que eu Empurro, convida todos a contagiar as ruas do Catete, na sexta-feira (28.02.14). A letra do samba é de autoria dos compositores Dino e Moacir Ribeiro, e expressa com bom humor e a nostalgia típica das marchinhas de carnaval a realidade das pessoas com deficiência.

Evoca também a superação do preconceito e a igualdade perante notas do samba e alegria da festa, apesar dos obstáculos concretos enfrentados pela pessoa com deficiência nas ruas cariocas, como relatado nos últimos informativos do IBDD: “Preconceito… / Preconceito, nada de reclamar / Somos todos iguais na hora de sambar”.

A cidade ainda não é acessível, mesmo com as promessas do prefeito Eduardo Paes para a Copa do Mundo e os Jogos Paralímpicos. “Vou cantando na avenida, esse samba sensação / Esperança no meu peito é superação”, é com essa alegria que pela sétima vez o bloco desfila em uma das maiores festas brasileiras, desde que foi criado por um grupo de militantes do movimento de luta das pessoas com deficiência – dentre eles, integrantes do IBDD.
“Saudade é carnaval, mais um ano e estou aqui / O Senta Que Eu Empurro é lugar pra divertir”. E é assim que o bloco se concentra a partir das 18 horas, em frente ao IBDD, na Rua Artur Bernardes 26. A saída será às 20 horas e o bloco seguirá pelas ruas Bento Lisboa, Dois de Dezembro, com final na Rua do Catete em frente ao restaurante Paraíso do Chopp. Quem quiser participar do bloco precisa adquirir a camiseta especialmente desenhada para o evento pelo cartunista Aroeira, através de contato pelo email sentaqueeuempurro@gmail.com ou diretamente na concentração.

 

Letra do samba do Senta que eu empurro – Compositores Dino e Moacir Ribeiro
Saudade é carnaval, mais um ano e estou aqui,
O Senta Que Eu Empurro é lugar pra divertir (Bis)
Você senta eu empurro, logo pede pra parar,
Toda vez que eu paro, você pede pra empurrar.
Preconceito…
Preconceito, nada de reclamar,
Somos todos iguais na hora de sambar.
Tira roda, óculos escuro, aparelho do ouvido,
Joga tudo para o alto, vem sambar comigo (Bis)
O quê que tem?
Tem copa do mundo, que legal (Bis)
Tem Senta Que eu Empurro, nesse carnaval.
Vou cantando na avenida, esse samba sensação,
Esperança no meu peito é superação. (Bis)
Ê saudade..
Ê saudade…

Booking.com