Cuidado com a maquiagem no Carnaval

Cuidado com a maquiagem do Carnaval

Cuidado com a maquiagem no Carnaval. Seus olhos agradecem

É cada vez mais comum ver as musas do Carnaval trocar suas fantasias por pinturas artísticas espalhadas estrategicamente pelo corpo. A maquiagem do rosto segue a mesma linha, destacando boca, olhos e uma pele iluminada por glitter e muita purpurina. Mas, quem pretende seguir essa tendência deve saber dos cuidados que deve ter na hora de se maquiar para não ferir os olhos – o que é mais frequente do que se imagina.

De acordo com o oftalmologista Renato Neves, sombras purpurinadas ou com glitter podem arranhar o cristalino ou ainda se alojar nas pálpebras, causando irritação. “Até mesmo na aplicação do rímel a vista pode ser arranhada por falta de habilidade ou descuido. Caso aconteça um incidente
semelhante, o ideal é seguir diretamente a um pronto-socorro oftalmológico ou recorrer a um médico de confiança”.

O especialista diz que até mesmo os produtos que apresentam o selo “dermatologicamente testado” devem ser utilizados com parcimônia, evitando o contato direto com a vista. “Shampoos e sprays para cabelos também exigem cuidados, já que podem provocar inflamações.

A conjuntivite tóxica, por exemplo, costuma ser causada por shampoos que escorrem pelo rosto e penetram nos olhos. Já a conjuntivite química é provocada por cremes que, espalhados ao redor dos olhos sem precaução, acabam afetando a retina e provocando ardor, irritação, vermelhidão e sensação de ter areia nos olhos”.

Neves adverte que se a pessoa estiver se maquiando e a vista começar a arder, resultando em dificuldade para enxergar, o ideal é lavar os olhos com bastante água fria para aliviar os sintomas. “Se persistir, ou mesmo se o quadro se agravar, nunca espere para resolver o problema sozinha ou depois do Carnaval, porque pode desencadear um quadro mais grave e necessitar de um tratamento mais demorado. Procure ajuda especializada imediatamente”.